O 5 ERROS MAIS COMUNS NA PERSUASÃO 

Como esperar resultados diferentes se você continua fazendo sempre as mesmas coisas? Para piorar a situação, cometendo os mesmos erros que você nem sabe que são erros, já que você acredita estar fazendo absolutamente tudo certo!!!

É amigão, se você continua usando as mesmas ferramentas de antes, você vai continuar obtendo os mesmos resultados.

Se você não entende nada de persuasão e nem sabe quais são os piores erros que você comete quando está buscando persuadir alguém, eu vou listar os 5 principais nos próximos parágrafos.

Fica comigo até o fim desse artigo para aprender a não cometer as 5 principais “gafes” que podem te fazer não conseguir criar conexão e persuadir absolutamente ninguém.

 

1.  Você Acreditar Que Todos Confiam Em Você.

Acredite, até sua mãe desconfia de você! E não vem me dizer que não porque você sabe que é verdade.

Os tempos mudaram e aquela sociedade antiga que partia do pressuposto que todo mundo poderia confiar em todo mundo hoje não existe mais.

Antes a lei era: “Olá, eu confio em você, porque eu não confiaria em você? Não teria nenhuma razão para não confiar, né?”.

A lei agora é o seguinte: “Eu desconfio até da minha sombra, ou seja, eu não confio em você. Por que eu deveria confiar, né?”

Pois é, o fato é que a maioria das pessoas não confia em você hoje, principalmente se você nunca a viu na vida antes.

Esse é o primeiro erro que você pode estar cometendo na persuasão.

Você pode até ser uma pessoa honesta, uma pessoa confiável, uma pessoa ética, mas só você sabe disso e no mundo em que vivemos hoje, em que a maioria das pessoas está tentando passar a perna uma na outra, desconfiar é bem mais seguro do que confiar.

Às vezes, como já aconteceu comigo, você até pode achar que aquela relação de confiança já se estabeleceu nas primeiras palavras, mas na maioria dos casos não é isso que acontece.

Então, tome muito cuidado com esse primeiro erro de achar que todo mundo confia em você.

Para persuadir, você precisa que as pessoas confiem e se você não conseguir criar uma relação de confiança, estabelecendo uma conexão, você não consegue sucesso na persuasão.

 

2. Posso Fazer a Mesma Coisa Com Todos

O segundo erro é quando você ignora a individualidade de personalidade que cada ouvinte seu possui. Falei difícil? Calma que eu vou descomplicar.

Como seres humanos e seres de hábitos, o comportamento padrão é que você irá tentar persuadir uma pessoa do mesmo modo que você irá persuadir uma segunda. Afinal, são apenas técnicas, não é mesmo?

Ou você normalmente tentará persuadir a pessoa da maneira que você gostaria de ser persuadido?

Isso pode até funcionar com algumas pessoas, principalmente com aquelas que forem parecidas como você ou, como falei no primeiro caso, com pessoas que são parecidas e aceitam muito bem uma determinada abordagem.

O problema é que muitos persuasores não conseguem compreender isso e utilizam sempre a mesma abordagem com todo mundo. Resultado: Uns poucos resultados e umas muitas conexões repulsivas.

O que você pode fazer para não cometer esse erro? Aprender a respeitar a individualidade de personalidade de cada um. Se você não fizer isso, sua capacidade de influência e convencimento só tendem a despencar.

Os melhores agentes persuasivos sabem como convencer as pessoas que eles estão buscando persuadir do modo que cada uma gostaria de ser persuadida ou até mesmo do modo como ela DEVE ser persuadida.

Então, entenda que todas as pessoas são diferentes e você deve saber identificar isso quando o assunto é persuasão. O que funciona para um pode não funcionar para outro.

 

3. Acreditar Que é Sociável

“Se você é um excelente persuasor, você tem de ser sociável e extrovertido”.

BUM! Mentira! Muita gente acredita que pelo fato de você ter de interagir com muitas pessoas e conseguir criar conexões com mais facilidade, você é extrovertido.

Acredite, não é o que a ciência está provando através de algumas pesquisas. O que algumas delas provaram foi o seguinte: Alguns dos melhores persuasores, possuem de fato características de pessoas introvertidas.

Se você alguma vez já entrou em uma conversa em que você não conseguia falar porque a outra pessoa era uma metralhadora de palavras, você já deve saber que ser sociável é totalmente diferente de não conseguir dar espaço para as outras pessoas falarem.

Você acha que é mesmo possível conseguir convencer alguém se você não deixa o seu ouvinte falar?

Os melhores na arte da persuasão são os que menos falam. Isso porque eles sabem que o melhor caminho para conseguir persuadir é saber escutar.

Se você não quiser cometer mais este erro, use sua habilidade persuasiva para escutar e se socializar, extraindo o máximo de informações que você precisa saber de seus clientes atuais e daqueles que são potenciais clientes.

Minado de informações é mais fácil conseguir guiá-los pelo caminho da persuasão.

 

4. Acreditar Que Você Tem Que Saber Fechar

OK, habilidades de fechamento de uma oferta, de uma contrato, de uma venda são importantes. Fazer aquela CTA (call to action) para concretizar algo é importante, mas acredite, não é essencial.

Enlouqueceu, Daniel? Não, calma que você vai entender. Ter habilidades de fechamento como ferramenta é importante, mas se você acha que isso é essencial para a persuasão, você está cometendo um quarto erro comum.

Digo isso porque a venda ou a persuasão não é feita no fechamento, mas sim, durante o processo em que você estabelece uma conexão, ganha confiança e se torna amigo do seu cliente.

As pessoas estão sempre mais propensas a fazerem negócios com os seus amigos, mesmo que as condições não sejam as melhores.

Quando você consegue criar essa conexão e estabelecer uma relação de confiança, as pessoas já estão prontas para comprar os seus produtos, suas ideias, seus serviços, sendo que você nem chegou ao fim da conversa.

Porém, se você não conseguir fazer isso de uma maneira eficiente, você pode ter a melhor técnica de fechamento possível, se a pessoa não confia em você, não vai rolar absolutamente nada.

Então, ao invés de cometer o erro de achar que habilidades de fechamento são essenciais na persuasão, preocupe-se mais em investir seu tempo estabelecendo confiança junto às pessoas que você está buscando persuadir.

Entenda que não estou falando que técnicas de fechamento não são importantes, elas são, porém, você consegue ir longe sem elas criando e estabelecendo uma relação de confiança e amizade com seu cliente ou potencial cliente.

 

5. Falar Números e Dados Sem Parar

Contra números não há argumentos. Quando estamos tratando de persuasão, acredite, há sim.

Digo isso porque não adianta explanar todos os números, todos os estudos, todos os dados, todas as estatísticas se você não se der conta de que você está falando com um ser humano.

Nada do que você disser vai surtir efeito se você não levar o fator humano em consideração.

Eu já falei ali em cima que nenhuma técnica funciona com todo mundo, porém, o fator humano é algo que funciona com todo mundo. Isso acontece porque a persuasão é aplicada com pessoas e o ser humano norteia suas decisões em dois aspectos: Lógica e Emoção.

Então, para não cometer este erro de estar totalmente focado em falar sobre números e estatísticas num processo de convencimento e ir literalmente “vomitando” informação em cima da pessoa, aprenda perguntar, aprenda a escutar mais do que falar. A persuasão é uma espécie de consultoria. Você ir conduzindo a pessoa através de perguntas, evocando emoções e despertando o senso de importância no seu ouvinte.

Quando você faz muitas perguntas, você se torna um consultor. Você mostra para as pessoas que elas são importantes para você e que aquele momento é importante para que elas possam ser ajudadas.

Apresentar apenas uma longa lista de benefícios de um produto, ideia ou serviço só vai despertar um sentimento em relação a você: Repulsa!

Isso só terá um efeito: as pessoas não se deixarem ser persuadidas por você.

 

Conclusão

 

Esses são os principais erros que a maioria das pessoas nem sabiam que estavam cometendo.

1. Acreditar que todos confiam em você.
2. Fazer a mesma coisa com todo mundo.
3. Acreditar que para persuadir tem que ser extrovertido e sociável.
4. Acreditar que se fechamento é MUITO importante.
5. Falar números, dados, gráficos sem parar.

Se você está cometendo alguns deles, comece a se policiar para não cair mais nesse problema.

Se você não está cometendo nenhum deles, continue, porque você está no caminho certo e já sabe que criar a conexão é o que você tem que sempre estar buscando.

Como eu sou curioso, eu gostaria de saber? Você comete esses erros?

 

Comments

comments