Como causar uma boa primeira impressão

Isto é o Que Você Deve Fazer Para Causar Uma Boa Primeira Impressão.

Uma das frases mais reais que você irá encontrar a respeito daquele velho clichê que diz que a primeira impressão é a que fica é essa:


Essa frase nunca irá fazer tanto sentido para você.

Apesar do artigo ser um pouco longo, fica comigo até o final que você vai entender.

O fato é que existem N maneiras de você conseguir causar uma boa primeira impressão, mas neste artigo eu vou focar na maneira mais fácil e barata de você conseguir fazer isso.

Eu vou começar te contando uma breve história:

Há alguns anos eu estava no Chile, voltando de uma competição esportiva e sabia que teria que pagar excesso de bagagem.

Normalmente eu tentaria persuadir a atendente para conseguir passar sem ter que pagar pelo peso extra. (Lembrando que isso não iria prejudicar nem a mim e muito menos a colaboradora da companhia aérea.)

Mas o agravante aquele dia era que meu voo estava previsto para às 5 horas da manhã e, poucas pessoas que eu conheço, estão bem humoradas nesse horário.

Cheguei ao aeroporto 3:30 e a única atendente da companhia aérea estava com uma cara de poucos amigos.

Ao fazer contato visual comigo, ela não pode deixar de notar um sinal amistoso que eu estava enviando para ela.

Conversamos rapidamente e ao colocar a mala na balança, fiz uma expressão triste e perguntei quanto teria que pagar pelo excesso de bagagem.

Ela respondeu que não me cobraria nada, pelo simples fato de eu ter feito a noite dela melhor, chegando com um belo sorriso no rosto.

É claro que o peso em excesso não era algo absurdo, mas que já caberia uma cobrança extra.

Porém com o sinal amistoso do sorriso e outras ténicas básicas de persusão eu consegui fazer o dia de uma pessoa melhor e consequentemente também fui beneficiado por isso.

Um simples ato de sorrir, fez com que eu conseguisse colocar a pessoa num estado de humor mais receptivo e relaxado.

A reação “amigo” ou “inimigo”.

Partindo do pressuposto que você não saiba nada sobre uma pessoa que você está encontrando pela primeira vez, ela é apenas uma estranha para você, concorda?

Estranha, porque você não pode fazer uma avaliação, sem nem mesmo ter feito um primeiro contato visual.

Cientistas descobriram que, no cotidiano, nossos sentidos estão constantemente enviando mensagens para o cérebro que, por sua vez, processa a informação para avaliar se aquele indivíduo no nosso campo visual deve ser ignorado, abordado ou evitado.

Essas avaliações são para saber se aquela pessoa que você acabou de fazer contato visual é uma ameaça ou alguém em quem você pode confiar.

Tudo isso acontece em menos de 2 segundos e acredite, é em prol da sua segurança.

Segurança? Sim, segurança.

O seu instinto animal de sobrevivência te alerta logo nesse primeiro contato, de uma maneira inconsciente, enquanto seu corpo fica em total estado de atenção.

As impressões que você forma nesse curto intervalo de tempo é que irão definir para você se aquela pessoa é uma ameaça ou não.

Porém, tem uma coisa que muitas pessoas esquecem: O mesmo ocorre com a pessoa que está do outro lado.

O que está acontecendo com você, está acontecendo com ela e, é nesse momento, que você irá utilizar uma das armas mais poderosas e baratas para  causar uma boa primeira impressão: O sorriso.

 

Neutralizando a Reação

Antes de eu começar a me aprofundar no estudo da Persuasão, eu era o típico carrancudo.

Em diversos ambientes em que eu não conhecia ninguém, eu estava constantemente fazendo avaliações inconscientes e erguendo o meu escudo mental em forma de carranca.

Muitas vezes eu era visto por muitas pessoas como arrogante e até metido, mas esse nunca foi o caso. Era apenas a reação “amigo” ou “inimigo” se manifestando.

No caso da situação do aeroporto, não foi essa reação que eu deveria tentar neutralizar, mas sim, fazer com que a pessoa se sentisse bem com ela mesma (Regra Básica na Persuasão) e, consequentemente, isso faria com que ela gostasse de mim.

O simples ato de sorrir e mostrar que eu me importava com aquela moça, fez com que ela se sentisse bem e gostasse de mim, permitindo minha passagem sem precisar pagar por aquele excesso de bagagem.

Porém, suponhamos que você não está em um aeroporto, mas sim, no meio da rua. É muito mais provável que você tenha que tentar neutralizar a reação “Amigo” ou “Inimigo”.

Mas existe alguma maneira de tentar neutralizar essa reação?

Sim, você pode conseguir  encorajar as pessoas a fazerem julgamentos favoráveis a seu respeito, estabelecendo um estado mais receptivo e positivo.

Uma das características que nós, seres humanos, admiramos inconscientemente uns nos outros é a aparência. Tendemos a admirar pessoas saudáveis e vigorosas.

Se existe algo que sugere saúde e vitalidade é a energia positiva, que pode ser projetada de várias maneiras.

  1. Quando você entra em um ambiente
  2. Como você ocupa um espaço.
  3. Como é seu comportamento em diversas situações do dia a dia.

Atitude, postura e expressão facial têm forte influência na energia que você irradia e isso pode ser ainda mais potencializado com um SORRISO.

É a partir desse momento que você consegue mostrar para pessoa que você é amigo, inibindo a reação para o lado oposto do que você está buscando, simplesmente por irradiar uma ótima energia com sua atitude e o seu sorriso.

Campos de atuação

Agora que você já sabe que o poder do sorriso vai muito além de transmitir felicidade, é provável que você já tenha deduzido que o seu efeito é completamente diferente do que de uma pessoa carrancuda.

A realidade é que o sorriso atinge muito mais o inconsciente do que o consciente de uma pessoa e para saber como você deseja usar o seu, você precisa entender que ele pode ser percebido em dois campos de atuação.

Esses dois campos são:

É um comportamento natural dos seres humanos, espelharem uns aos outros durante uma interação.

É o que chamamos na persuasão da Rapport.

A realidade é muito simples, se você está carrancudo, a pessoa com a qual você está interagindo, tende a ir se fechando.

É aquele efeito amigo ou inimigo que vai começar a tender muito mais para o pior lado.

É claro que você não irá ficar sorrindo o tempo todo, até porque você vai parecer um maluco e não será tão respeitado assim.

Pois é, algumas pessoas acreditam que se você sorri demais, você não impõe respeito. Porém, se você sorri de menos, você afasta as pessoas de você. Dessa maneira ficará difícil de você conseguir criar conexões.

Sugiro que você busque o equilíbrio e entenda quando deve sorrir e quando deve ter uma fisionomia mais séria.

Assim como o sorriso afeta positivamente pessoas através do seu campo de visão, ele também pode afetar através do seu campo auditivo.

Provavelmente você já atendeu a ligação de alguém e conseguiu notar se enquanto a pessoa falava ela estava feliz ou não.

O fato é que o sorriso é muito poderoso, mesmo quando não pode ser visto.

Quando você fala sorrindo ao telefone, isso pode ser percebido facilmente no outro lado da linha, fazendo com que o seu sorriso tenha o efeito que você deseja, mesmo que ele não possa ser visto.

Experimente falar a seguinte frase: o som da sua voz sorrindo sai diferente.

Primeiro fale sério, de uma forma bem fechada.

Agora, experimente falar a mesma frase, sem mudar absolutamente nada, mas dessa vez, sorrindo.

A única mudança que você fez foi na inclinação da sua boca.

Se você parar e analisar, vai notar que algumas letras mudam, principalmente as que começam com a letra S.

O som fica muito mais aberto.

A realidade é que o nosso subconsciente está muito mais perceptível para notar essas mudanças e é por esse motivo que é lá que o sorriso tem mais efeito.

Categoria do sorriso

Assim como os sorrisos possuem dois campos de atuação, eles também são divididos em duas principais categorias.

A primeira delas é a categoria dos sorrisos verdadeiros, genuínos e sinceros.

A segunda são os chamados sorrisos falsos e insinceros.

Mas é possível identificar quando uma pessoa está nos dando um sorriso falso?

Lembra que eu disse que o sorriso é percebido de uma maneira muito mais eficiente no nosso subconsciente?

Nosso cérebro não é besta, mas algumas vezes, principalmente atores e pessoas com treinamento conseguem burlar esse filtro.

No entanto, ainda existem características técnicas para identificar como cada um desses sorrisos pode ser exposto.

# 1 Sorriso Sincero

Os sinais que um sorriso sincero possuí são bem claros. Os cantos da sua boca normalmente estão dobrados e voltados para cima.

As bochechas, acompanham esse movimento da boca e também fazem a mesma coisa e acabam se erguendo.

Ao redor dos olhos se formam algumas rugas e embaixo umas pequenas bolsas devido a movimentação real dos músculos do rosto.

Em alguns casos, em um sorriso verdadeiro, o nariz de algumas pessoas pode apontar para baixo.

Essas rugas que aparecem são mais difíceis de enxergar em pessoas um pouco mais novas, devido a elasticidade da pele.

Porém, mesmo assim o cérebro consegue identificar um sorriso falso de um genuíno.

# 2 Sorriso Falso

Ao contrário do que os sorrisos sinceros apresentam, os sorrisos forçados tendem a serem assimétricos, ou seja, você vai ver uma diferença entre os dois lados da boca.

Em pessoas “destras”, o sorriso tende a ser mais forte do lado direito, mas se a pessoa for canhota, tende a ser mais forte do lado esquerdo.

Normalmente sorrisos falsos também não possuem sincronia, começando atrasados e terminando de uma maneira irregular, enquanto nos sinceros é de uma maneira gradativa.

Sorrisos falsos tendem a ser mais longos e não expressam o que a pessoa realmente está sentindo, diferente dos sorrisos verdadeiros que apresentam sentimentos de alegria e satisfação que duram geralmente 4 segundos.

Exercitando o sorriso.

O fato é que nem todo mundo é extrovertido e consegue sorrir com facilidade. Alguns, até acreditam que estão passando disponibilidade, mas não percebem que estão fazendo exatamente o contrário.

Aprender a dar um sorriso “verdadeiro” quando você quiser, mesmo quando você não estiver de bom humor requer bastante prática.

#1 O primeiro exercício que você pode fazer é analisar aquela foto do Barack Obama e também pensar nos sorrisos que você recebe durante seu dia. Agora você já sabe identificar quais são reais e quais são os falsos.

Após isso, vá para frente do espelho e faça sorrisos reais e sorrisos falsos.

Você vai ver que não é tão difícil assim.

Durante esse exercício, você deve pensar nas vezes que você realmente quis mostrar admiração por alguém ou você deve pensar em alguma vez que você se sentiu forçado para rir em alguma situação não muito legal.

Foque em praticar ainda o sorriso real, até que ele se torne automático e você estará com ele pronto sempre que precisar utilizá-lo.

#2 No segundo exercício, você também vai utilizar o espelho, mas ao invés de pensar em situações que você já passou, você vai usar palavras.

Como assim? Palavras?

Seguinte: Coloque seu rosto bem próximo ao espelho e olhe diretamente nos seus olhos. Após isso, diga a palavra “lindo” ou “linda” dos mais diferentes jeitos que você conseguir.

Fale com um tom alto, baixo, sexy, sedutor, engraçado, nervoso, com raiva, como um amigo seu fala, enfim, das mais variadas maneiras.

A próxima vez que encontrar alguém, diga a palavra “lindo” ou “linda” bem baixinho três e quando você menos esperar, já vai estar sorrindo.

Outros benefícios

Além de você causar uma ótima primeira impressão com um sorriso, ele vem carregado de diversos outros benefícios e nós listamos 4 que possuem inclusive, comprovação científica.

Conclusão

Sorrir é a maneira mais fácil e barata de você conseguir causar uma boa primeira impressão em um primeiro contato visual.

É claro que existem outras maneiras de você potencializar isso, através de outros sinais amistosos, através da sua atitude, das suas roupas e da sua linguagem corporal.

Mas o sorriso continua sendo o meio mais BARATO e PRÁTICO para você ser visto muito bem em um primeiro contato, independente do campo em que ele será utilizado.

E é claro que, além de ser um sinal amistoso, traz inúmeros benefícios para você a para a pessoa com a qual você está estabelecendo uma nova conexão.

Será que você vai sorrir mais para sempre causar uma ótima boa primeira impressão?

Se você gostar de conteúdo em vídeo, tem o youtube também. É só clicar no vídeo abaixo!

Onde você também pode me encontrar também:

Instagram: http://instagram.com/danielvelasques
Facebook: http://facebook.com/danielvelasquess
Website: http://danielvelasques.com
Twitter: http://twitter.com/danielvelasques

Até o próximo!

Comments

comments